domingo, 10 de agosto de 2008

Você já gravou um K7?



Se você tem menos de 25, 28 ou talvez 30 anos, e não sabe o que significa está sigla.
Tudo bem!
Eram as Fitas cassete, o antecessor do Compact Disc (CD) primo mais novo (muito) do Vídeo Cassete (não conhece também?). Se hoje em dia a moda é MP3, Pendrives, celulares multimídia, etc, houve um tempo em que gravávamos Fitas.

Era um tempo em que para paquerar (Um tipo de cantada), a gente escolhia a dedo canções para a pessoa amada. Eu mesmo fiz umas, chamávamos também de seleção, eram horas, às vezes dias, escolhendo as canções certas para a pessoa certa (pelo menos eu achava na época). Colocávamos a bolacha, disco ou vinil (Pai do CD) para tocar e íamos levantando a agulha pousando na faixa certa. Ouvindo as canções ate escolher uma e apertar o botão Rec (de recorder ou gravar em bom português) do Gravador Cassete ou Tape Deck. Acabava a faixa e ai ou trocávamos de lado (tanto a fita como o disco), ou de disco. Lembro que às vezes se não se escolhia disco de novela (que até hoje tem uma seleção de faixas de sucessos) eram 10, 15 discos fácil, fácil... Era um pouco complicado e cansava ficar trocando de disco e faixas, acertar o tempo da fita (para não sobrar de mais e nem cortar a musica quando o tape acabava). E no fim ainda tinha o encarte que tinha obrigatoriamente de ter os nomes das musicas.

E se você quisesse impressionar mesmo, ainda caprichava no desenho, colagem, ou no meu caso verso ou poesia...

Ah dava um trabalhão, mas quando ficava pronto...

A gente imaginava a reação da garota. E se deixasse rolar a fita numa sessão amasso num carro, quarto ou na sala mesmo. Ah, ai era bom de mais...

Esta noticia participa do blogueiro reporter - Vote no Dihitt botão ao lado...

4 comentários:

Thiago dos Reis 20 de agosto de 2008 02:18  

bons tempos, bons tempos!!

Tenho só 20 anos mas já gravei fita k7 sim.. hehehe!

Hoje nem tenho mais toca-fitas em casa...

Os mp3 dominaram tudo e até CD já é coisa do passado. Em breve teremos os blue-ray com camadas quádruplas, 100gigas em um cdzinho..

Ou os novos chips da samsung, 256gigas num chip do tamanho da sua unha..

Escolher a seleção é mais fácil, mas menos romântico... era muito mais na época do k7.. muito, muito mais!

cristina 20 de agosto de 2008 02:23  

deu saudade da epoca que gravava fita k7.realmente era trabalhoso e prazeroso.
tempinho bom

Reinaldo Lima 27 de agosto de 2008 02:28  

E eu rapaz , hoje com 42 anos , gravei e regravei muita fita cassete, e ficava ferrado quando estava gravando uma musica bacana e o locutor falava no meio , queria morrer, quando dava rapidamente apertava a tecla stop e voltava a fita um pouquinho e emendava mesmo , era coisa de louco , mas hj mudei muito , e senti muitas saudades de nao ter gravado as locucoes que rolavas nos bons programas das radios dos anos 80 e inicio dos 90 , pena , mas fazer o que , hj em dia tenho gigas e mais gigas gravados em meus discos rigidos no micro e dvd e cds entao , perdi a conta, tenho ainda tambem umas 40 fitas k7s com programas de radio , lembram-se Nova Fm 89,7 , Pool Fm e Metropolitana Fm e programas do Julinho Mazzei , a proposito tenho um blog que fala exatamente algumas coisas sobre as radios dos anos 80 e 90 .
Abracos ,,,
Que saudades ,,,
Reinaldo Lima

Jardel 18 de julho de 2009 14:56  

Meu pai já me contou muito sobre isso também. Ele disse que uma vez tinha comprado um bocado de fitas de Bee Gees pra fazer uma seleção. Botou no carro e saiu, quando voltou ele e um amigo e umas mulheres por perto, eles foram impressioná-las, quando colocaram a fita perceberam que tinham sido roubados e o ladrão trocou a fita dele por embolada de coco.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Outros Blogs

As Mais Mais do Davinte DigitaL

My blog log

About This Blog

Banner Retangulo

Meu banner Grátis!



  © Blogger template 'Perfection' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP